27 março 2007

"Grandes Portugueses", grande ...

Um bom dia a todos.

Ignoremos por momentos que este concurso e' uma parvoice, que a estrutura e' errada e que leva 'a mais absurda subjectividade.
Ignoremos isso tudo e olhemos para os resultados.
Sim, mesmo numa escala onde empresarios, estadistas, escritores, actores e demais estao todos metidos no mesmo saco, como se fossem iguais, como se o seu efeito fosse o mesmo na historia e cultura de um pais.
Facamos de conta que isto faz algum sentido e vejamos alguns aspectos da a ordenacao final.

Pinto da Costa, com todo o merito dado 'as suas capacidades de se "desenrascar" (termo que uso para denominar tudo o que tera' eventualmente feito a favor do FCP) como dirigente desportivo, esta' a frente duma lista de portgueses admiraveis, muito mais do que ele. E' um absurdo.
Continuando na linha das aberracoes da lista: Helio Pestana. O jovem pode ate ser bom actor (se sim, ainda nao o demonstrou), mas nao e' por isso que recebeu os votos que o colocaram na lista dos 100 +.
Apenas este seria suficiente exemplo para demonstrar a idiotice dos resultados.

Mas outro exemplo, muito eloquente tambem e' o dos dois primeiros classificados: Salazar e Cunhal, respectivamente. Esta classificacao pode demonstrar uma de duas coisa, ou o povo portugues e' inteligente e pacatamente ignorou esta parvoice como exercicio de ma' televisao ou entao isto e' uma demonstracao real de como as pessoas pensam e nesse caso estamos mal, muito mal.

Se o primeiro caso corresponde 'a realidade entao claramente coube 'as adolescentes, a quem nao tinha mas nada que fazer a 60 cts+ IVA, e aos extremistas famigerados por uma medalhinha de primeiro lugar, organizar este ranking. Neste caso nao fiquemos chocados com quem ganhou e com quem perdeu. "Grande Portugues?" pode ser muita coisa, nas varias possiveis interpretacoes e na sua soma (se tal fosse possivel) concordo inclusive com uma vitoria de Salazar sobre Cunhal.
No caso de se verificar o segundo caso... Onde e' que tem a cabeca... Se e' para meter tudo no mesmo saco vamos pelo menos usar um denominador comum que faca sentido do tipo relevancia na cultura portuguesa + marca do pais no mundo.
Deste modo Figo (Mourinho, Pinto da Costa,...) e o papel que o futebol toma na divulgacao e engrandecimento do pais la fora e' comparavel (mas nao igual) ao papel de um escritor como Saramago (Gil Vicente, Lobo Antunes,...) ou a um cientista como Egas Moniz (Pedro Nunes,...) ao de um Politico (Reis, Salazar, Soares , Cunhal,...).
Se pensarmos nestes modos quem mais marcou este pais senao os nossos Reis das Descobertas e os navegadores que estes empregaram ou o Infante que os educou? Ou Camoes cuja obra sera' a mais transversal 'a sociedade Portuguesa e que mais marca o nosso imaginario colectivo. E portanto que fazem aquelas aberracoes no ranking?
Podem contra-argumentar e com devida razao que o Portugal actualmente e' o Portugal pequeno estado democrata e europeu, pelo que o merito sera' do governos pos-revolucao. E podem ainda dizer que a cultura Portuguesa para a qual caminhamos e cada vez menos "portuguesa" ... O que nos leva ao ponto inicial de que este concurso e estas comparacoes sao idiotice.

Ao fim e ao cabo, este exercicio ate' tera tido, para alguns, um aspecto bastante positivo: o de relembrar a historia e as biografias de alguns "grandes portugueses", o que e sempre util neste pais.

Claro que se ja se faz e vai fazer ainda mais, o aproveitamento politico e jornalistico disto. Como se de repente aparece-se uma extrema direita em Portugal. Como se o facto de alguem nao repodiar e demonizar Salazar fosse uma ameaca as nossas liberdades.
Essa e' a nossa liberdade! Nao devemos ter medo daquilo que discordamos, mas sim do facto de nao percebermos nem querermos perceber o como e o porque dessas opinioes. O perigo das democracias nao e' a hipotese dos meritos e poderes serem atribuidos aqueles a quem os meritos nao sao reconheciveis e a quem a posse do poder nao e merecida. O perigo das democracias sao as massas nao informadas. As massas nao informadas...

Talvez seja util referir, para contextualizar ou para arranjar achas para a fogueira (depende de voces) que tenho 25 anos, estou a viver na Escocia 'a 6 meses (dai a falta de acentos...), diria que me situo politicamente na esquerda e sou adepto do SLB.

Fiquem bem.

1 comentário:

Dreamer disse...

Olá!... Concordo praticamente em tudo o que escreveste neste post... Começa a ser triste o querer-se ignorar a realidade!... Sabes que há manifestações em Santa Comba Dão porque alguma esquerda acha errado que seja feito um Museu sobre o Prof. Salazar?!... Achas que essas pessoas sabem que um museu não é um monumento erguido!... E colocando me no contexto, sou portuguesa, tenho 28 anos, sou adepta do slb, de esquerda e mudo-me para a Escócia dentro de 3 semanas!... A vida é interessante!... Fica Bem!...